Agência FAPESP – A produção científica das universidades de São Paulo (USP), Estadual de Campinas (Unicamp) e Estadual Paulista (Unesp) poderá ser encontrada e acessada livremente em breve em um único portal na internet. Trata-se do Repositório da Produção Científica do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas, lançado durante a sessão de abertura da 4ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto (Confoa), dia 6 de outubro.

Criado por iniciativa e com apoio da FAPESP, alguns dos objetivos do portal são reunir, preservar e proporcionar acesso aberto, público e integrado à produção científica dos pesquisadores das três universidades estaduais paulistas, que são as que mais publicam artigos científicos no país, de acordo com a última edição do SIR World Report, divulgada em julho pela Scimago Lab.

O portal reunirá teses, dissertações, artigos, livros, resumos e trabalhos completos apresentados em reuniões e congressos científicos, entre outras publicações disponibilizadas pelas três instituições nos repositórios de dados na internet que começaram a desenvolver nos últimos anos.

“A USP começou a criar em 2009 um sistema de gestão de sua produção científica em meio eletrônico – que envolve acesso ao conteúdo, preservação digital e, principalmente, o controle dos direitos autorais – e, no final de 2012, lançou sua Biblioteca Digital da Produção Intelectual”, disse Sueli Mara Soares Pinto Ferreira, diretora do Sistema Integrado de Bibliotecas (Sibi) da USP, à Agência FAPESP.

“Uma vez que fomos a primeira das três universidades estaduais paulistas a iniciar esse processo, a FAPESP começou em 2012 a conversar conosco sobre a possibilidade de desenvolvermos uma estratégia para possibilitar que, além da USP, a Unesp e a Unicamp também tivessem seus repositórios e para criarmos um portal do Cruesp [ Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas] que reunisse os repositórios das três instituições”, contou Ferreira.

A metodologia utilizada na construção da Biblioteca Digital da Produção Intelectual da USP foi seguida pela Unesp para desenvolver seu Repositório Institucional , lançado em fevereiro.

Por sua vez, a Unicamp também começou a desenvolver a sua Biblioteca Digital da Produção Científica e Intelectual, que atualmente está incubada no Sibi da USP e deve migrar, em breve, para o servidor da universidade campineira.

Agora, com os repositórios das três universidades paulistas prontos para operar, a ideia é integrá-los pouco a pouco no portal do Cruesp que conta com uma ferramenta de busca já utilizada pela USP para integrar as bibliotecas digitais de suas unidades.

“A ferramenta de busca do sistema se conecta todos os dias com os repositórios das três universidades, extrai os dados armazenados, desduplica [elimina os duplicados] e os insere na base do portal do Cruesp para que possam ser acessados pelos usuários”, afirmou Anderson de Santana, gestor de acervos do Sibi da USP e um dos pesquisadores participantes do projeto.

Conteúdo inicial

Por enquanto, o portal do Cruesp reúne cerca de 56 mil artigos científicos, publicados entre 2008 e 2012 em revistas indexadas na Web of Science. De acordo com os coordenadores do projeto, a meta é publicar artigos científicos também incluídos em outros indexadores científicos, como o Scopus, além de outros tipos de publicações, como livros, resumos e trabalhos completos apresentados em reuniões e congressos científicos.

Individualmente, as bibliotecas digitais das três universidades já vêm trabalhando com outros conteúdos, que não apenas artigos científicos.

A biblioteca digital da USP, por exemplo, já dispõe de vídeos e dá acesso ao portal de teses da universidade – o maior do país, que será integrado ao portal do Cruesp. O repositório da Unesp também possui, além de artigos, recursos educacionais, livros e teses, entre outros materiais.

“Esses cerca de 56 mil artigos já incluídos no portal do Cruesp representam apenas o embrião do projeto e uma infraestrutura básica para iniciar os trabalhos”, disse Ferreira. “A ideia é que as bibliotecas digitais das três universidades comecem a inserir, a partir de agora, cada vez mais materiais no portal.”

Desse total de artigos, 29 mil foram publicados por pesquisadores da USP, 25 mil pela Unesp e outros 2 mil pela Unicamp – que ainda possui poucos artigos no portal porque iniciou mais recentemente a gestão de sua produção científica na internet.

Muitos desses trabalhos foram escritos em coautoria – reunindo pesquisadores de mais de uma das três instituições – e são registrados e armazenados no portal do Cruesp como documentos únicos.

“Os artigos que estão armazenados nos repositórios das três universidades só aparecem uma vez no portal, porque não faria sentido registrá-los três vezes”, explicou Ferreira.

“Se fôssemos somar o conteúdo dos três repositórios, daria mais de 60 mil documentos. Mas, 56 mil documentos únicos já é um número muito expressivo e tende a crescer muito”, avaliou.

Vantagens operacionais

Do total de 56 mil artigos já armazenados no portal do Cruesp, 70% estão disponíveis em acesso aberto e os outros 30% ainda são de acesso restrito às universidades – que são assinantes das respectivas revistas nas quais os trabalhos foram publicados – ou estão embargados pelas editoras para publicação em acesso aberto.

De acordo com os coordenadores do projeto, uma das vantagens da integração dos repositórios das três universidades estaduais paulistas no portal do Cruesp é facilitar o acesso e a busca de informação pelo usuário, que não precisará pesquisar nas bases de dados individuais das três universidades para encontrar um determinado artigo científico.

Além disso, o portal possibilitará gerar outras informações que não poderiam ser encontradas facilmente nos repositórios individuais das universidades, como os trabalhos feitos em colaboração.

O principal benefício do portal, no entanto, será instituir uma política de publicação de trabalhos científicos em acesso aberto no Estado de São Paulo, ressaltaram os participantes de uma mesa-redonda sobre políticas públicas de acesso aberto realizada no dia 7 de outubro, que integrou a programação da 4ª Confoa.

“O lançamento do Repositório da Produção Científica do Cruesp é essencial para o funcionamento de uma política de publicação de resultados de pesquisas científicas financiadas com recursos públicos em acesso aberto, como a que a FAPESP está instituindo, porque garante o autoarquivo de artigos publicados por pesquisadores da USP, Unicamp e Unesp nos repositórios dessas instituições, vencido o período de embargo estabelecido pelas revistas científicas nas quais os trabalhos foram publicados”, disse Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP durante o evento.

De acordo com Brito Cruz, inicialmente a FAPESP exigirá dos pesquisadores que tiveram seus trabalhos financiados pela Fundação que, após publicarem os resultados de pesquisas apoiadas nas revistas científicas que escolheram, disponibilizem o artigo em um repositório (pessoal ou institucional) de acesso aberto o mais rápido possível após o término do período de embargo (que varia de uma publicação científica para outra).

“Estamos implantando a primeira fase da política de publicação de resultados de trabalhos científicos apoiados pela FAPESP, que é relativamente suave, porque diz ao pesquisador que ele pode publicar seus trabalhos onde quiser, mas em um prazo mais breve possível deve disponibilizá-los em um repositório de acesso aberto”, avaliou.

Brito Cruz ressalvou que esse trabalho de disponibilização dos artigos científicos em repositórios de acesso aberto deve ser feito pelas próprias universidades às quais os pesquisadores estão vinculados, de modo que eles não tenham que interromper suas atividades de pesquisa por esse motivo.

“Isso tem que ser feito pelas instituições porque, se criarmos mais esse ônus para o tempo do pesquisador, ele terá menos tempo para se dedicar à pesquisa”, ponderou.

Segundo Brito Cruz, além do acesso aberto a artigos científicos de pesquisas financiadas pela FAPESP, a Fundação analisa formas de implementar o acesso aberto aos dados que geraram os resultados obtidos nos estudos para que toda a comunidade científica possa utilizá-los, como já faz o Programa de Pesquisas em Caracterização, Conservação, Recuperação e Uso Sustentável da Biodiversidade do Estado de São Paulo (BIOTA-FAPESP).

Estabelecido pela FAPESP em 1999 para conhecer, mapear e analisar a biodiversidade paulista, o programa possui uma base de dados aberta – o Sinbiota –, abastecida continuamente de informações levantadas por pesquisadores que tiveram projetos financiados, como dados georreferenciados de coleta, descrição de espécies e mapas de localização, entre outras.

Experiências estrangeiras

A mesa-redonda também contou com a participação de Heather Joseph, diretora executiva da Scholarly Publishing and Academic Resources Coalition (Sparc), dos Estados Unidos, e João Nuno Ferreira, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de Portugal, que relataram as experiências dos respectivos países na implementação de políticas públicas de acesso aberto.

De acordo com Joseph, o National Institutes of Health (NIH), dos Estados Unidos, foi a primeira instituição do país norte-americano a adotar uma política de acesso aberto à informação em 2009 em nível nacional.

Em fevereiro, o governo norte-americano emitiu uma diretiva estabelecendo que outras 20 agências federais do país também desenvolvessem políticas de publicação de informação em acesso aberto, de forma que o público em geral também tivesse acesso aos resultados de pesquisas financiadas com recursos públicos.

A diretiva foi resultado de uma petição pública, que coletou no prazo de 13 dias 65 mil assinaturas de defensores do acesso aberto aos resultados de pesquisas financiadas com recursos públicos, além da própria iniciativa do governo federal que, com a diminuição dos investimentos em pesquisa por causa da crise econômica, pretende mostrar aos contribuintes que os recursos do Tesouro norte-americano são gastos de maneira responsável, contou Joseph.

“Ficamos contentes com essa diretiva emitida pela Casa Branca, mas ela ainda não é uma regulamentação; trata-se de uma sugestão para as agências federais dos Estados Unidos e esses órgãos não sofrerão consequências se não adotarem políticas de acesso aberto às informações”, disse Joseph. “Queremos que o acesso aberto se torne uma lei nos Estados Unidos.”

Já em nível estadual, nos últimos meses os Estados de Illinois, Califórnia e, mais recentemente, Nova York, demonstraram interesse em implementar políticas de acesso aberto a informações geradas por suas respectivas universidades e instituições de pesquisa.

“Estamos um pouco atrasados em relação às universidades brasileiras, mas vemos um grande aumento no número de universidades norte-americanas interessadas em implementar políticas de acesso aberto à informação”, contou Joseph.

“É a primeira vez que os Estados Unidos discutem proposta de implementação de políticas de acesso aberto, ao mesmo tempo, em níveis federal e estadual e no Poder Executivo”, afirmou.

Por sua vez, a FCT de Portugal – com a qual a FAPESP assinou no início de outubro um memorando de entendimento –, anunciou a implementação de sua política de acesso aberto em outubro de 2012, durante a 3ª edição da Confoa, realizada em Lisboa.

A política da instituição estabelece que os resultados de pesquisas realizadas com financiamento total ou parcial da FCT devem ser depositadas no Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (Recap) tão logo expire o período de embargo.

“O Recap tem um papel fundamental na política de acesso aberto à informação da FCT, e a comunicação de que os resultados das pesquisas financiadas pela instituição devem ser publicados posteriormente no repositório é feita ao pesquisador no momento em que submete seus projetos à FCT”, contou Ferreira.

Realizada na Biblioteca Brasiliana da USP, a 4ª Confoa terminou na terça-feira (08/10). A coordenadora da Biblioteca Virtual (BV) da FAPESP, Rosaly Favero Krzyzanowski, foi uma das autoras do relatório final da conferência.
 
Navia - Transporta oito pessoas, elétrico e sem motorista
Projeto de US $ 10 milhões da empresa de tecnologia francesa Induct
 
Cinema movido à energia solar realiza sessão de curtas para ciclistas
A estação móvel de arte, cinema e sustentabilidade: CINESOLAR, faz parte da programação da 24º Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo no evento Cine-Cicletada
 
Nova York cria plano bilionário de proteção contra mudanças climáticas
Um plano de US$ 19,5 bilhões de dólares para obras que protejam a cidade o impacto das mudanças climáticas.
 
Primeira biblioteca verde do mundo abre suas portas em Cingapura
Crianças em My Tree House podem aprender sobre o meio ambiente através de uma experiência multi-sensorial, que inclui uma "árvore do conhecimento"
 
Maior hidrelétrica do mundo será construída na África
A maior hidrelétrica do mundo será construída no Rio Congo, o maior rio do mundo depois do Amazonas.
 
Nova estação de metro da Arábia Saudita, exemplo de arquitetura sustentável
Zaha Hadid Architects ganhou uma competição para projetar uma estação de metro em Riad, capital da Arábia Saudita.
 
Cidade chinesa cortará energia de empresas poluentes
Tangshan, a principal produtora de aço do país, irá cortar o fornecimento de energia para 199 empresas altamente poluentes a partir de 20 de maio
 
Confira as 120 praças que terão internet sem fio gratuita na cidade de São Paulo
No dia 10 de maio, às 10h, Audiência Pública para discutir o Projeto Praças Digitais
 
Prefeitura de São Paulo planeja criar 120 pontos de internet gratuita na cidade
o assunto será objeto de audiência pública marcada para o próximo dia 10.
 
Kart elétrico e pista ecofriend em Londres
Estes karts elétricos são projetados de tal forma que eles não emitem quaisquer gases nocivos e ruídos
 
Casas de bambu flutuantes contra enchentes
Cada uma dessas casas sustentáveis custará cerca de 1.500 euros.
 
Mirebalais Hospital Solar, saúde e meio ambiente
Para gerar energia ao hospital foram instalados 1.800 painéis solares em seu telhado
 
Prefeitura de SP pode implantar sistema de aluguel de bikes com Bilhete Único
Serão disponibilizadas 50 mil bikes para aluguel com o Bilhete Único
 
Para cada menina nascida em Piplantri, na Índia, são plantadas 111 árvores na aldeia.
Cada família deve também cuidar de árvores como eles iriam cuidar de suas filhas
 
A empresa Arup, revala ao mundo o 1º Edifício integralmente alimentado por algas
Primeiro edifício do mundo integralmente alimentado por algas está sendo testado em Hamburgo, na Alemanha, pela empresa de engenharia Arup.
 
Guarda Municipal de Santos usa bikes produzidas com garrafas PET
As bikes produzidas com material reciclado serão testadas na orla até o dia 25 de abril.
 
Novas ferramentas para popularizar a energia solar no Brasil
Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas para a América Latina apresentou nessa terça-feira um Guia e um Simulador que prometem facilitar a construção de pequenas instalações fotovoltaicas
 
Outdoor no Peru transforma ar em água potável
Captura a umidade do ar e, com a ajuda de filtros, produz água.
 
Medellín é eleita a cidade mais inovadora do mundo
Capital colombiana desbancou mais de 200 concorrentes na busca do título
 
São Paulo deixa de cumprir meta de redução das emissões de gases-estufa
De 2009 para 2010, o total de emissão de gases saltou de 15.115 para 16.087 gigagramas. Em 2011, o número chegou a 16.430 gigagramas.
 
Com investimento de R$ 60 milhões, MT ganha a 1ª fábrica de biodiesel do Brasil
Produção de 150 mil m³ de combustível verde, metade da capacidade instalada, segundo o presidente da empresa, Pedro Parente.
 
Obra da Fundação Getúlio Vargas no Rio de Janeiro, chega ao último ano com certificação de sustentabilidade
Localizado na Praia de Botafogo, o conjunto projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer chama atenção também pela preocupação com a sustentabilidade
 
A Índia anuncia a sua primeira Cidade Solar- 2.000 kWp
A cidade indiana de Agra, antiga capital do subcontinente indiano e casa do Taj Mahal, tornar-se a primeira cidade solar do país.
 
City of the Year Medellín vence a competição global
As três cidades finalistas foram Medellín, Tel Aviv e Nova York.
 
Polo Industrial de Manaus investe em sustentabilidade e ‘produtos verdes’
Reciclagem, baixa emissão de gases e economia de energia são novas políticas
 
Pró-Rural terá aporte de R$ 22,2 milhões no Amazonas
Objetivo é potencializar a produção em bases sustentáveis, com a disponibilização de tecnologias desenvolvidas em centros de pesquisas.
 
Maiores cidades do Brasil devem participar de pesquisa global sobre mudanças climáticas
O CDP Cities oferece uma ferramenta para as cidades divulgarem e, ao mesmo tempo, entenderem riscos e oportunidades provenientes das mudanças climáticas para seus cidadãos e para os negócios locais.
 
Future Building: customização em massa de moradias sustentáveis
Customização em massa de moradias com baixo consumo de energia e mínima emissão de CO2.
 
Arquitetos israelenses vão construir ponte feita com contêineres
Estrutura será construída em parque ecológico e terá decks especiais para que visitantes aproveitem a vista da região
 
Green Dot Awards - Casa Godiva vence um dos mais prestigiados prémios internacionais de arquitetura sustentável
Atelier luso ganha prémio de arquitetura sustentável
 
Kalundborg, maior parque eco-industrial
A rede tornou-se o primeiro do mundo em larga escala parque eco-industrial.
 
FÁBRICA VERDE
Projeto de reciclagem de computadores transforma lixo eletrônico em inclusão digital, gerando emprego e renda em comunidades pacificadas
 
BM&FBOVESPA e BNDES apresentam nova carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2)
ICO2 estimula empresas a adotarem práticas transparentes sobre emissões de gases do efeito estufa
 
Casa produzida com papel reciclado é inaugurada na Alemanha
Essa “Casa Papel” mostra como o papel reciclado pode durar bastante e ainda ser útil como material de construção
 
Energias renováveis para cidades sustentáveis
Hoje, a urbanização caótica causa um gigantesco ônus à qualidade de vida e à saúde humana e ao ambiente, contribuindo para a instabilidade social, ecológica e econômica
 
Usina solar começa a ser instalada na cobertura do estádio do Mineirão
Operação comercial da usina, com capacidade de 1,4 MWp, está prevista para março de 2013
 
Prédios de Chicago passam a utilizar tecnologias sustentáveis
O foco é a eficiência energética tanto em edificações residenciais quanto nas comerciais.
 
Rio de Janeiro terá bolsa verde para negociar ativos ambientais
A BVRio foi criada objetivando atender às necessidades e exigências contidas no novo Código Florestal, que determina que todos os imóveis rurais são obrigados a manter uma reserva legal (RL) – área de vegetação nativa.
 
Projeto Estrada Sustentável
Evento aborda os temas Infraestrutura e Mobilidade Inteligente. Projeto busca desenvolver frente de ações sustentáveis no eixo Rio-SP.
 
Wi-Fi gratuito nas praias do Rio de Janeiro
O projeto denominado “Orla Rio Digital” irá fornecer Internet gratuita para a população, frequentadores e turistas das praias cariocas.
 
Cientistas estudam cidades para achar benefícios do aquecimento global
Pesquisadores da Universidade de Columbia avaliarem crescimento de plantas em Nova York e descobriram que aumento de CO2 melhora crescimento de árvores
 
Empréstimo de € 155 milhões do Banco Europeu de Investimento para geração de energia renovável na Irlanda
Uma empresa de energia irlandesa recebeu um empréstimo no valor de € 155 milhões para geração de energia renovável na Irlanda.
 
Biotecnologia sustentável
Um grupo de bactérias isoladas por pesquisadores da Universidade Federal de Lavras (MG) pode aumentar a produtividade das lavouras em todo o Brasil e ajudar na recuperação de áreas degradadas pela mineração.
 
Maior sistema fotovoltaico instalado atualmente em Manhattan
Enquanto não há atualmente muitos arranha-céus com sistemas integrados de energia solar, há muitos projetos interessantes e propostas para o futuro do desenvolvimento urbano solar.
 
Hospital do Câncer de Barretos recebe energia limpa da Guarani
Companhia faz concessão de energia elétrica, suficiente para abastecer a ala pediátrica do centro de saúde
 
Programa de sustentabilidade visa ações na Copa em MT
O Programa Seleção Sempre Verde desenvolverá vários projetos de sustentabilidade e o primeiro a ser implantado é o Recicopa, no qual os servidores da Secopa poderão contribuir para redução dos impactos ambientais de suas próprias atividades por meio
 
Amazontech 2012 apresenta resultados
Foram 74 empresas participantes, gerando 235 oportunidades de negócios, com a estimativa total de R$ 2.680.000 (dois milhões, seiscentos e oitenta mil reais), negociados, de acordo com as pesquisas realizadas junto às empresas compradoras.
 
Play2Plant - Um Game Canadense que tem como objetivo salvar o mundo uma árvore de cada vez
O desenvolvedor de jogos RocketOwl de Ottawa anunciou hoje que cada vez que uma nova pessoa desempenha sua eco-consciencia Greenspace no jogo social, uma árvore é plantada no mundo real.
 
Parque sérvio torna-se mais verde com uma estação de Energia Solar
Black Tree, é uma escultura de árvore que oferece energia para carregar aparelhos dentro do parque com vista para a Igreja de São Marcos
 
Artista de rua cria casas para pássaros reaproveitando lixo
Mais um artista de rua que faz a diferença para o meio ambiente.
 
Uma Fazenda Vertical em San Diego - Brandon Martella
Projeto em grande escala para a agricultura urbana de edifícios novos e existentes no eixo vertical.
 
Ministério das Comunicações assina acordo com 11 estados para iniciar Programa Redes Digitais da Cidadania
O programa vai apoiar projetos de inclusão digital com a participação dos departamentos de extensão das universidades federais e estaduais.
 
Manaus sedia 3º Encontro Preparatório para o Fórum Mundial de Ciência 2013
O evento segue a programação das reuniões em sete capitais do Brasil, para promover uma discussão nacional a ser levada também para o âmbito internacional
 
Como a China pode financiar o seu crescimento de transporte urbano sustentável?
Os desafios e as soluções para o financiamento sustentáveis os sistemas de transporte urbano na China foi o tema de um seminário recente co-organizado pela GIZ , EMBARQ , Custrec , e SLoCaT , realizada fora de Pequim no início de novembro.
 
Guarujá tem praias com modelo de ocupação sustentável
A cidade de Guarujá, no litoral paulista, desenvolveu um modelo de ocupação sustentável em algumas de suas praias que tem preservado o bioma local e as diversidades nativas da Mata Atlântica.
 
Desastres naturais no Brasil causaram perdas de R$ 15 bilhões, revela Banco Mundial
De acordo com uma recente avaliação, a primeira do tipo feita depois dessas catástrofes, as perdas foram de aproximadamente 15 bilhões de reais.
 
Plásticos misturado em parte do asfalto dá um empurrão para Vancouver se tornar mais verde
Os resíduos de plástico, como sacolas e garrafas de água que são difíceis de reciclar, encontraram uma nova vida no mix de asfalto usado para pavimentar ruas em Vancouver.
 
São Paulo é a 13ª cidade mais inovadora
Uma pesquisa realizada pela Telefónica Digital e Genome divulgou 20 cidades com os ecossistemas mais propícios para inovação, e o Brasil figura na 13ª colocação, com a presença de São Paulo.
 
Um número recorde de hotéis verdes em Copenhagen
O governo dinamarquês e a Prefeitura de Copenhagen aumentam a pressão sobre a indústria hoteleira para se tornar verde em linha com o capital de 2.025 objetivos de carbono neutro, Brochner-Mortensen também acredita que o setor empresarial é uma força
 
Programa piloto de taxi elétrico na Cidade do México.
O compromisso de veículos de emissão zero é apresentado como uma medida importante para melhorar a qualidade do ar da cidade, de saúde e os problemas ambientais que enfrentam os habitantes.
 
Maior fazenda solar de propriedade comunitária do mundo está no Reino Unido
Westmill Solar Cooperativa confirmou a compra da fazenda solar por 16,5 milhões de Libras, localizado fora de Shrivenham na fronteira Wiltshire Oxfordshire.
 
Primeiro minicabs elétricos roll-out em Londres
Londres é configurado para ter sua primeira frota de minicabs elétricos lançados no próximo ano.
 
Três Cidades Sustentáveis em ascensão
Uma rápida viagem ao redor do mundo, olhando para três cidades sustentáveis ​​em ascensão e o que elas estão fazendo para se tornarem mais sustentáveis
 
Como a Política Nacional de Resíduos Sólidos está sendo implementada
Implementação de legislação voltada para a gestão de resíduos sólidos é tema de entrevista com Samyra Crespo, secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente
 
Cidades digitais: pregão acontece no dia 09 de outubro
O Ministério das Comunicações faz no próximo 9/10 o pregão eletrônico para contratação das empresas responsáveis pela implantação das redes para 80 Cidades Digitais
 
Cidades Inteligentes
Cidades como Madrid, Barcelona, ​​Málaga e Santander já tem projetos em andamento para se tornarem Cidades Inteligentes.
 
As cidades do futuro vão ser cultivadas, não construídas
"Se não tivéssemos Júlio Verne especulando sobre ir para a Lua, não teríamos os engenheiros da Nasa trabalhando no projeto até os dias de hoje. Usamos essa narrativa como inspiração."
 
Belém sediará o Seminário Nacional de Parques Tecnológicos em 2014
O Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e o Workshop Anprotec são iniciativas impulsionadoras do movimento de empreendedorismo inovador
 
Construção do futuro é tema do ENINC 2012, que começa nesta quinta-feira
Palestrantes do Brasil, Japão, Itália e Inglaterra vão traçar um perfil das tendências para o setor construtor
 
Começa o Solar Decathlon Europe 2012 na Espanha
Protótipos de 19 equipes para casas sustentáveis participarão da competição até 30 de setembro. Conheça as propostas
 
GBC Brasil apresenta referencial para a construção de residências sustentáveis
Em fase piloto, projeto quer criar parâmetros de sustentabilidade para casas de diversos tamanhos no Brasil
 
TEDx Pelourinho sediará debate por Cidades Inteligentes
Na segunda edição do evento, soteropolitanos e demais participantes poderão conhecer e debater novas fórmulas e alternativas para transformar as cidades.
 
Novo quadro regulatório para a mobilidade eléctrica
As novas disposições foram publicadas em Diário da República em Agosto último, à qual foi hoje acrescentada uma rectificação.
       
O portal reunirá teses, dissertações, artigos, livros, resumos e trabalhos completos apresentados em reuniões e congressos científicos, entre outras publicações
 
Por:
Fonte:FAPESP
Data: 10/10/2013
 
USP, Unesp e Unicamp disponibilizam produção científica na internet