Depois de se prolongar por 24 horas a mais do que o esperado, terminou neste sábado (8) a 18a Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 18), apresentando resultados pouco expressivos.

Ninguém tinha grandes expectativas para a COP 18, realizada na cidade de Doha, no Catar, e o evento acabou realmente sem nenhum destaque inesperado. A principal decisão concreta terminou sendo a já esperada extensão do Protocolo de Quioto para 2020, e mesmo isso veio depois de negociações muito arrastadas.

Muitas divergências se colocaram no caminho dos negociadores, sendo que a maior delas foi o que fazer para diminuir o excesso de créditos de carbono nos mecanismos de Quioto, a chamada crise do “Hot Air”.

Países do Leste Europeu, em especial Rússia e Polônia, queriam ter o direito de utilizar no segundo período de compromissos, que começa já em janeiro de 2013, os créditos acumulados no decorrer da primeira fase do Protocolo. Outras nações, incluindo o Brasil, afirmavam que se isso fosse permitido, as ferramentas de Quioto, como o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), perderiam sua eficácia, pois seriam inundadas por créditos e acabariam apresentando um preço insignificante para o carbono.

No fim, os países do Leste Europeu poderão utilizar o “Hot Air”, mas compradores deverão limitar sua aquisição desses créditos a 2% da sua alocação nacional no segundo período. Porém, diversas nações, como Japão, Liechtenstein, Noruega, Mônaco e Suíça, informaram que não comprarão nenhuma quantidade desse tipo de crédito. A delegação da Rússia ficou particularmente insatisfeita com o texto final.

“A decisão do presidente [da COP 18] Al-Attiyah de encerrar as discussões foi uma violação ultrajante das regras das negociações e analisaremos consequências legais”, declarou Oleg Shamanov, negociador russo.

Veja algumas das decisões sobre Quioto:

- O segundo período de compromissos terá oito anos de duração;
- Os países revisarão suas metas sob o Protocolo até 2014;
- Todos os mecanismos de mercado continuarão a funcionar;
- O acesso a esses mecanismos é livre para todos os países desenvolvidos que possuem metas no segundo período de compromissos;

Para a secretária-executiva da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC), Christiana Figueres, Doha foi um passo na direção certa.

“Eu parabenizo a presidência do Catar por conseguir administrar uma conferência tão complexa e desafiadora. Agora, temos muito trabalho para fazer. Doha é outro passo na direção correta, mas ainda temos uma longa estrada à frente. A ciência afirma e os dados provam que a porta para manter o aquecimento abaixo dos 2C continua apenas levemente aberta”, afirmou Figueres.

Financiamento

Outro acontecimento sendo enaltecido, apesar de não ser acompanhado por nenhuma medida concreta, foi o fato de a conferência estabelecer pela primeira vez que as nações ricas devem começar a compensar as nações pobres por perdas decorrentes das mudanças climáticas.

Porém, apenas alguns países europeus realmente apareceram com recursos novos, que somam somente €6,85 bilhões.

As nações desenvolvidas reafirmaram que estão comprometidas em cumprir a promessa de que US$ 100 bilhões sejam liberados anualmente até 2020, porém não há muito além da criação de um programa de trabalhos em 2013 para analisar como tornar possível esta meta.

“Os resultados de Doha falham completamente ao não fornecerem clareza em como as nações ricas conseguirão atingir os US$ 100 bilhões [...] O primeiro parágrafo do texto sobre financiamento é uma boa indicação do quão fraco o documento é: 'os países desenvolvidos irão anunciar seus compromissos com o financiamento climático quando as circunstâncias econômicas permitirem'. Em termos de um documento legal, esta colocação é risível”, afirmou Brandon Wu, da ONG Action Aid.

Para o diretor executivo do Greenpeace, Kumi Naidoo, a COP 18 falhou na promessa de proteger os mais vulneráveis. “Qualquer governo dizendo que a conferência foi um sucesso está sofrendo um terrível caso de dissonância cognitiva”, declarou.

Novo Acordo

Sobre o tratado climático que precisa estar pronto em 2015 para que entre em vigor quando expirar o Protocolo de Quioto em 2020, a COP 18 concordou em acelerar o processo de negociações realizando um 'número significativo' de reuniões e workshops no decorrer de 2013.

Os países também se comprometeram a enviar até março deste ano sugestões e propostas para a Convenção-Quadro das Nações sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC). A intenção é que os elementos de negociação estejam disponíveis para avaliação até o fim de 2014, com um texto propriamente dito sendo apresentado até no máximo maio de 2015.

“Doha concluiu com sucesso negociações de eventos anteriores e pavimentou o caminho para um acordo até 2015. Porém, mais precisa ser feito pelos governos, empresas, sociedade civil e cidadãos para limitar o aquecimento global em 2oC”, afirmou Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU.

Por sua vez, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que o Brasil não ficou totalmente satisfeito com o resultado obtido. “Queríamos mais. Acreditamos que é necessário mais. Mas também acreditamos que uma Conferência que garantiu o segundo período do Protocolo de Quioto é, por definição, um sucesso.”

A ministra lamentou que as Partes do Anexo I, as nações ricas, “não estão tomando a liderança e não estão apoiando os países em desenvolvimento suficientemente em seus esforços para combater as alterações climáticas". Postura que a ministra classificou como "inaceitável".

De acordo com a iniciativa Climate Action Tracker, as decisões de Doha representam que o mundo ruma a um aquecimento de 3oC até 2050.
 
Atlas Amazônia sob Pressão: 240 mil km2 desmatados em 10 anos
O Atlas está focado em 6 pressões e ameaças atuais que sofre a região: estradas, petróleo e gás, hidrelétricas, mineração, fogo e desmatamento
 
Desmatamento e código florestal fazem Brasil despencar em ranking do clima
Da 7ª para a 33ª posição no ranking de países que adotam medidas para combater as mudanças climáticas.
 
O primeiro vôo movido a energia solar sem escalas ao redor do mundo com o Avião Solar Impulse
O avião, o Solar Impulse, foi concebido por Bertrand Piccard, que foi a primeira pessoa a viajar pelo mundo sem escalas em um balão de volta em 1999.
 
SolerCool-Pesquisadores americanos desenvolvem uma unidade de armazenamento de alimentos com energia solar para a India
O recipiente tem um telhado de painel solar que fornece energia para o interior fresco.
 
A Conferência Mundial de Telecomunicações Internacionais, que se realiza em Dubai, elevou temores em todo o mundo de que a liberdade na internet esteja ameaçada.
Para o especialista Wolfgang Kleinwächter, o risco de divisão da internet em redes nacionais existe.
 
Parques eólicos perto de aeroportos serão possíveis com o radar holográfico da Aveillant
O radar permite diferenciar turbinas de aviões das turbinas eólicas próximas aos aeroportos.
 
Vida urbana: especialistas apostam na tecnologia da informação
As estimativas são da Organização das Nações Unidas (ONU). Todos os dias, cerca de 200 mil pessoas passam a morar em áreas urbanas em todo mundo.
 
Clima de incerteza marca Conferência das Nações Unidas para Mudanças Climáticas
Segundo observadores que acompanham os debates desde o primeiro dia, o clima de incerteza toma conta dos corredores da conferência.
 
China, Índia e Brasil emitiram mais gás carbônico em 2011, diz pesquisa
Pesquisadores na Grã-Bretanha indicam que China e Índia contribuíram bastante para que o mundo aumentasse em 3,5% as emissões de gás carbônico no ano passado.
 
Impasses e insatisfação marcam primeira semana da COP 18
Países em desenvolvimento e nações industrializadas ainda não conseguiram superar diferenças e nenhuma linha de negociação tem o que apresentar de avanço concreto na Conferência do Clima das Nações Unidas
 
Suécia importa lixo para manter geração de energia limpa
As autoridades suecas também não descartam a ideia de comprar o lixo produzido por países que têm dificuldade no tratamento. A Itália, por exemplo
 
Novo modelo climático Revela "influência humana perceptível"
Novo modelo climático, comparando 20 diferentes modelos de computadores para observações de satélite.
 
A Fiat apresenta seu modelo elétrico 500e 2013 no Salão do Automóvel de Los Angeles!
O novo carro 500e é alimentado por um motor elétrico de 111 cavalos de potência e uma bateria de 24 kWh de lítio-íon
 
Brasileiro desenvolve projeto de prédio autossustentável
Pesquisador desenvolveu metodologia para a criação de prédios autossustentáveis
 
Minicom lança programa de capacitação em TICs
O desafio dos próximos anos é universalizar o acesso à Internet.
 
Como os dados de tecnologia aberta estão transformando relatórios ambientais
Para os jornalistas ambientais ao redor do mundo, a falta de acesso a dados sobre as questões dos oceanos para saneamento pode tornar difícil a informar com precisão sobre projetos e políticas.Mas a tecnologia esta mudando o jogo.
 
Brasil não está preparado para os impactos das mudanças climáticas
Especialistas dizem que país não tem planejamento estratégico para minimizar os efeitos em setores como agricultura, energia e migração regional. Pesquisa mostra o Brasil como o 58º em vulnerabilidade.
 
O início da construção de primeira Fazenda Solar da Arábia Saudita no próximo ano, parte do investimento 109bn
O objetivo que já foi afirmado pela Arábia Saudita é de produzir 41.000 MW de energia solar à rede nacional até 2032.
 
Degelo de solo no hemisfério Norte pode liberar o dobro de carbono na atmosfera
Estudo do Pnuma aponta que liberação de carbono contido na matéria orgânica congelada no permafrost pode amplificar aquecimento global
 
Conferência do Clima das Nações Unidas começa no Catar
A COP 18 precisa definir o futuro do Protocolo de Quioto, estabelecer os fundamentos do próximo tratado climático, estruturar o financiamento de ações de adaptação às consequências do aquecimento global e acelerar a transferência de tecnologias limpa
 
A Ação Climática é a única maneira de acabar com a pobreza, diz Relatório do Banco Mundial
"Nós nunca vamos acabar com a pobreza se não combatermos as alterações climáticas. É um dos maiores desafios individuais para a justiça social de hoje. "
 
Brasil e Holanda assinam acordo de cooperação ambiental
Com a assinatura de uma carta de intenções, os dois países se comprometem a trocar conhecimentos sobre gestão de resíduos e reaproveitamento de lixo
 
Governo Federal lança campanha Brasil Orgânico e Sustentável
Objetivo é promover os produtos sustentáveis da agricultura familiar brasileira durante megaeventos esportivos
 
Bosch e Siemens seguem fora do projeto de energia renovável "Desertec"
A notícia chegou logo após a outra gigante industrial Siemens pronunciar que estava deixando Desertec também, no mês passado.
 
SP2040 traça diretrizes de longo prazo para orientar desenvolvimento sustentável da cidade
Plano, que envolveu mais de 25 mil paulistanos em colaboração direta e por meio de consultas públicas, propõe seis projetos catalisadores – Rios Vivos, Parques Urbanos, Comunidades, Cidade de 30 Minutos, Polos de Oportunidades e Cidade Aberta – para
 
China apresenta resultados de ações para lidar com as mudanças climáticas
O governo chinês divulgou nesta quarta-feira (21) o relatório Políticas e ações para lidar com as mudanças climáticas 2012.
 
Coca-Cola Brasil investirá quase R$ 23 milhões em programas para conservar a floresta
O anúncio está sendo feito durante solenidade na sede da FAS, em Manaus, com a presença do Vice-Presidente de Comunicação e Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil, Marco Simões, e do superintendente-geral da Fundação, Virgilio Viana.
 
Estufas gigantes ganham prêmio mundial de arquitetura
Quem é apaixonado por paisagismo e arquitetura não pode deixar de conhecer as megaestufas construídas em Singapura para tornar a cidade mais verde.
 
Exposição Multimídia Amazônia Sustentável é um dos atrativos do Amazontech 2012
Segundo a coordenadora da Exposição Multimídia, Rejane Reis, a exposição apresenta contextos ecológicos, etnias, processo de ocupação, evolução histórica do desenvolvimento econômico e processos produtivos, destacando as oportunidades de uso sustentá
 
Brasil recicla 2,1 milhões de latinhas de alumínio por hora
Em 2011, país bateu recorde de reciclagem de latinhas de alumínio, reaproveitando 98,3% das embalagens de bebidas.
 
Mitigação e adaptação igualmente crítico para a segurança alimentar global
Dois novos relatórios sobre as alterações climáticas e ao fornecimento de alimentos indicam, entre outras coisas, que mais de 18 mil megatons de dióxido de carbono são liberadas na atmosfera anualmente pela agricultura e produção de alimentos.
 
Quadro regulamentar para o armazenamento de carbono
Palestrantes pediram uma mudança para o novo processo de utilização de carvão para minimizar o impacto ambiental
 
Matupi torna-se o principal pólo de devastação do Amazonas
É difícil respirar em Santo Antônio do Matupi, distrito localizado às margens da Rodovia BR-230, a Transamazônica, no município de Manicoré, ao sul do Amazonas.
 
Espanhol defende prioridade para as notícias na internet
O futuro modelo sustentável adotado pelas empresas de comunicação e a relação entre imprensa e sustentabilidade são destaques nos painéis e debates promovidos pela 68ª Assembleia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP).
 
Escassez de água vai atingir 10 bacias mundiais
O relatório da ONU, publicado recentemente, não traz boas notícias, no que toca ao tema da água.
 
União Europeia monitorará emissões do setor marítimo
A União Europeia (UE) vem sofrendo críticas dos mais diversos países, incluindo Brasil, China e Estados Unidos, desde que anunciou que vai incluir, a partir do ano que vem, empresas aéreas internacionais que utilizem os aeroportos europeus no seu esq
 
O Governo do Vietnã estabeleceu uma iniciativa verde, um esforço para ajudar a reduzir as emissões de gases de efeito estufa.
Relatórios afirmam Vietnã é o primeiro país em desenvolvimento na região da Ásia-Pacífico para criar de forma independente a sua própria estratégia verde, com o objetivo de mudar para uma economia de baixo carbono.
 
Nova "LISTA VERDE" mostra espécies no Caminho para o Sucesso Conservação
O objetivo da "Lista Verde" é destacar as espécies que são partes prósperas de um ecossistema saudável e vai enfatizar que a conservação é mais do que apenas evitar a extinção.
 
Comunidade Indígena, Tingui Botó recebe ações de desenvolvimento sustentável
Formada por 120 famílias a comunidade indígena Tingui Botó, localizada na Zona Rural de Feira Grande, conheceu as ações de desenvolvimento sustentável
 
Coreanos constroem protótipo de casa com mais de 95 soluções sustentáveis
A intenção é que a residência sirva de modelo para construções ecológicas no futuro.
 
A contribuição da Índia na luta contra o aquecimento global
A Índia é uma das economias que mais crescem na Ásia e também uma das que mais contribuem na luta contra as mudanças climáticas, investindo em energia eólica e no uso de pequenos sistemas solares.
 
23 usinas e 74 reatores nucleares têm risco de tsunami
Mais do que as usinas de Fukushima, eles colocaram abaixo a confiança que restava na energia nuclear.
 
Projeto Brasil Orgânico e Sustentável é apresentado na Bahia
A campanha pretende levar esses produtos para as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.
 
Um lápis que se planta e dá vegetais, ervas e flores
Quando está demasiado curto, este lápis pode ser plantado em casa, no escritório ou na sala de aula
       
Apesar de garantir que o segundo período de compromissos do único tratado climático internacional começará em janeiro de 2013, evento foi marcado pela falta de ambição
 
Por: Fabiano Ávila
Fonte:institutocarbonobrasil
Data: 10/12/2012
 
Conferência do Clima estende Protocolo de Quioto até 2020